quinta-feira, 26 de março de 2009

COMO FAZER UMA PETIÇÃO?

Muitos estudantes e até profissionais sentem algumas dificuldades na hora de redigir uma petição processual.

Alguns bons livros, facilmente encontrados em livrarias especializadas, e vários sites na internet oferecem modelos de peças jurícas. Mas tenha muito cuidado com o "copia e cola". Sempre leia, releia e leia só mais uma vez tudo que for escrito. É falta de profissionalismo encontrar trechos de uma ação possessória em uma demanda sobre divórcio...

Pesquise sempre a legislação, de preferência em sites oficiais do Governo Federal (ou respectivo Ente da Federação). Com a difícil missão de acompanhar a atividade legislativa, os sites nos ajudam a nunca citar uma norma desatualizada. Sempre utilizo a ferramenta do site da Presidência da República, no link LEGISLAÇÃO.

Fundamental, também, é ter um bom dicionário, além de um dicionário jurídico. Advogados têm o dever de escrever bem e corretamente.

Entretanto, mesmo com toda a "ajuda virtuaL", faltam detalhes que só a prática nos ensina!
Por isso, indico o post DICAS PARA ELABORAÇÃO DE PEÇAS PROCESSUAIS, no site Reserva de Justiça do Juiz ANDRÉ LENART.
Com brilhantismo, o autor apresenta dicas para fazer com que sua petição seja bem recebida e rapidamente apreciada pelo Tribunal.

Vale a pena lembrar que, se para o seu cliente, o melhor seria a demora em solucionar a demanda: esqueça todas essas dicas e torça para que tenham muita preguiça de ler aquilo que foi "mal" escrito!!!

2 comentários:

Fabiano Zanoni disse...

Olám Dra. Daniela.

visite meu blog e verá que inserí um link para o seu também!

Bom final de semana!

Fabiano
http://advogadozanoni.blogspot.com/

Rodrigo disse...

Bom dia, gostei muito das dicas, pois tem muitos acadêmicos que ao chegarem no último período, não sabem fazer uma simples petição. Sou Rodrigo Porto, Guarapari-ES